Visões de Política Científica

A Política Científica em Portugal

img652 Fotor"De facto, presos nas malhas de uma tradição cultural por natureza anti-científica, isolados pela distância e pela ignorância, dominados pela superstição e dogma, governados pela intolerância, os povos peninsulares haviam perdido o seu lugar no caminho do progresso.

A Ciência não floresce onde reina o dogma e a superstição e ainda hoje são nítidas na nossa sociedade os medos e tabus de traumatismos antigos.

A Ciência não é popular. Não é actividade de salão, não se presta ao estilo ameno. Exige rigor e supervisão. Não acompanha nem o amadorismo nem o improviso. Exige profissionalismo, não é uma actividade para ocupar tempos livres ou actividades psicomotoras e caritativas de meia idade.

É avessa ao sensacionalismo, pode estimular a vaidade, mas não se alimenta nela. E numa sociedade em que são mais apreciadas as cigarras que as formigas, não é apreciada."

José Francisco David-Ferreira